Crise Climática e Desafios Ecológicos: Respostas nas Ciências Comportamentais
Partilhar

ESPECIALIZAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA EM CRISE CLIMÁTICA E DESAFIOS ECOLÓGICOS: Respostas nas Ciências Comportamentais

Especialização para Psicólogos

Acreditação

undefined

55 créditos

Parceria

undefined

Certificação

undefined

Instituto Membro

undefined

Porto -25 Mai. 2024- Inscrições Abertas

Livestream / Online -25 Mai. 2024- Inscrições Abertas

DATA LIMITE DE INSCRIÇÃO: Porto: 17-05-2024 | Livestream / Online: 17-05-2024

O que é o LIVESTREAM / ONLINE?

Trata-se de uma tecnologia que permite aos formandos do Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências assistir EM DIRETO à formação a partir de qualquer ponto do país / do mundo.

Os alunos durante todo o curso da aula contam com o suporte personalizado do nosso apoio técnico.

Têm ainda a possibilidade de assistir até 25% das aulas, em regime presencial, sem custos adicionais.

ENSINO SUPERIOR

Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção do grau académico de mestrado ou de doutoramento, os estabelecimentos de ensino superior poderão após apreciação, creditar em ECTS (European Credits Transfer System) os cursos concluídos com aproveitamento, ministrados pelo INSPSIC (artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho).

Destinatários

Psicólogos, Psicólogos Juniores.

Descrição

Coordenação Científica

Teresa Pereira

Teresa Pereira, Mestre

Psicóloga, com especialização em Psicologia Comunitária e Psicologia do Trabalho, Social e das Organizações, Mestre em Economia Social e experiência profissional como coordenadora de voluntariado, gestora de projetos de desenvolvimento social e comunitário e adjunta executiva da direção, na área de intervenção social e humanitária. Atualmente é bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia e Doutoranda na Equipa de Investigação Desenvolvimento Positivo e Funcionamento Ótimo no contexto do Programa Doutoral em Psicologia Aplicada da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, onde desenvolve o projeto “Desenvolvimento Positivo de Jovens no Contexto das Alterações Climáticas: Insights da Experiência de Vida Diária”. É também membro da Ecopsi, um coletivo composto por profissionais de Psicologia, dedicado à promoção da saúde mental e bem-estar psicológico no contexto da crise climática. É autora de publicações e oradora em várias conferências nacionais e internacionais, entrevistas em jornais, rádio, podcast e programa de televisão com foco nos contributos da psicologia para a mitigação e adaptação às alterações climáticas.

 

Coordenação Pedagógica

José Pinto Gouveia, Dr.

Director e Coordenador Pedagógico do Instituto Português de Psicologia. Psicólogo.

 

Mensagem da Coordenação Científica:

Nas últimas décadas, o conceito de crise ecológica tem vindo a tomar forma e relevo na sequência dos efeitos de pandemias, da superexploração de recursos naturais e das mudanças climáticas, que ameaçam o bem-estar e a resiliência humana. A influência humana é inegável nas atuais condições ambientais. As ciências comportamentais, pelo foco no estudo da cognição humana, de comportamentos e bem-estar dos indivíduos, têm vindo também a ser chamadas para tomar parte na procura de soluções que agrega diferentes áreas de conhecimento científico. A presente especialização foi pensada para encorajar e capacitar Psicólogos e Psicólogos Júnior a envolverem-se ativamente na compreensão das dimensões comportamentais da crise ecológica e na aplicação prática das ciências comportamentais aos atuais desafios ecológicos num contexto inter e transdisciplinar.

 

Objetivos gerais

Compreender as diferentes dimensões da crise climática e desafios ecológicos à luz dos fundamentos e práticas das ciências comportamentais.

Conhecer o papel das ciências comportamentais na criação de respostas inovadoras e com enquadramento multidisciplinar, focadas na mitigação das causas humanas e na adaptação aos impactos gerados pela crise climática e outros desafios ecológicos nos indivíduos.

 

Metodologia de avaliação

Produção de projeto de intervenção individual, que permita aferir a competência técnica dos formandos para aplicação das competências desenvolvidas.

Para a conclusão do curso com aproveitamento, os formandos deverão ter uma assiduidade mínima de 75%.

 

Conteúdos, metodologias de formação e formas de organização

A formação será organizada numa perspetiva teórico-prática, com recurso a suporte audiovisual e participação ativa do aluno em todas as atividades propostas.

Saídas Profissionais

Esta Especialização Avançada prepara o/a formando/a para a implementação de novos projetos e/ou prestação de serviços no contexto da sua profissão, beneficiando as populações com quem trabalham e especificamente nos seguintes contextos:

- Serviços de saúde

- Serviços de apoio escolar/atividades educativas em contexto formal e não formal

- Serviços comunitários que apoiem a população em geral;

- Organizações/Setores interessados no desenvolvimento de ações com foco nas alterações climáticas e outras crises ecológicas

- Consultoria/ Formação/ Apoio a projetos de inovação pedagógica e de investigação com foco nas alterações climáticas e outras crises ecológicas

Plano Curricular

Módulo 1 – Crise climática e desafios ecológicos: Análise de ecossistemas

Definição de ecossistema

Evidências e cenários da crise climática

Causas e consequências dos atuais desafios ecológicos

O contexto internacional, organismos e relatórios – síntese do estado da arte

Uma agenda coletiva para os desafios ecológicos

 

Módulo 2 – Crise climática e desafios ecológicos: Uma perspetiva socio-ecológica

Análise das relações sistémicas entre os processos ambientais e os processos sociais e comportamentais (mudanças físicas no ambiente, transformações nas infraestruturas, ameaças à saúde pública, bem-estar, condições de trabalho, estilos de vida, conflitos e interações grupais; prospetiva dos desafios societais)

Impactos psicossociais da crise climática e de outros desafios ecológicos

 

Módulo 3 – A interação indivíduo-ambiente à luz das ciências comportamentais

Perspetivas teóricas sobre a interação indivíduo-ambiente

Identidade ambiental, vinculação ao lugar e outros conceitos basilares

Conexão com a natureza e bem-estar

Contributos das ciências comportamentais para a promoção de uma relação saudável indivíduo-ambiente no contexto da crise climática e dos desafios ecológicos

 

Módulo 4 – Conceitos e intervenções com foco no clima e no ambiente

Impactos da crise climática e de outros desafios ecológicos na saúde mental;

Ecoansiedade e outros conceitos emergentes; eco-ansiedade em grupos ativistas e não ativistas;

Bem Estar Psicológico, Saúde Mental e interação com o meio natural: pesquisa atual

Análise de propostas de modelos terapêuticos: discussão com base na evidência

Uma perspetiva integrativa de psicoterapia e clima (eco-integração)

 

Módulo 5 – Intervenção sistémica e transdisciplinar

Perspetiva sistémica no âmbito da crise climática e dos desafios ecológicos

A relevância da crise climática e seus efeitos numa perspetiva transdisciplinar

Mitigação vs adaptação

Insights de outras áreas científicas e relevância para a intervenção e mudança comportamental

Estratégias de negociação e trabalho cooperativo no contexto da crise climática e dos desafios ecológicos

 

Módulo 6 – Participação social, advocacia e políticas sociais

Contexto sociopolítico da crise climática e desafios ecológicos

Preditores psicológicos da ação climática e padrões de ação coletiva

Conceitos de justiça climática, interseccionalidade e precariedade climática

Modos visuais de politização, mobilização e comunicação da emergência climática

Articulação entre cidadania, ciência e políticas públicas em processos comunitários para adaptação e resiliência climática

Metodologias comunitárias e participatórias: “Perfil Climático Comunitário” e “Laboratórios Climáticos Colaborativos”.

 

Módulo 7 – Comunicação, alterações climáticas e desafios sócio ecológicos

Desafios e princípios básicos de comunicação no atual contexto societal

Comunicação de ciência sobre crise climática e desafios ecológicos

Comunicação estratégica para diferentes públicos

 

Módulo 8 – Mudança comportamental: Novas variáveis e papéis para os indivíduos

Aspetos cognitivos e funcionais da mudança comportamental

Conceito de eficácia individual e coletiva e outcome expectancy

Comportamentos com impacto no contexto da crise climática e dos desafios ecológicos

Transição para novos estilos de vida

Lições da pandemia Covid-19 e a aplicabilidade do conceito One Health

 

Módulo 9 – Desenvolvimento de comunidades resilientes

Abordagem multissetorial ao conceito de resiliência

Resiliência psicológica e emocional

Estratégias de intervenção para a promoção da resiliência na comunidade no contexto da crise climática e dos desafios ecológicos

 

Módulo 10 – Mapeamento de respostas e inovação

Mapeamento de respostas nacionais e internacionais inovadoras na resposta à crise climática e desafios ecológicos

Identificação de contextos de trabalho e potenciais parcerias para intervenção no contexto da crise climática e desafios ecológicos

Potencialidades e limites do papel das ciências comportamentais no contexto da crise climática e dos desafios ecológicos

Corpo Docente

André Vizinho

André Vizinho, Doutor

Doutorado em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, André Vizinho tem desenvolvido o seu trabalho em Investigação Ação Participativa focado na adaptação da paisagem às alterações climáticas, na sua regeneração, resiliência e desenvolvimento local e regional. Investigador na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa desde 2012, colabora frequentemente com a Comissão Europeia, com o serviço EIP-Agri, como facilitador principal e perito. Trabalha também como consultor e é cofundador de uma cooperativa multissectorial. As suas publicações podem ser encontradas em https://www.researchgate.net/profile/Andre-Vizinho

Teresa Pereira

Teresa Pereira, Mestre

Psicóloga, com especialização em Psicologia Comunitária e Psicologia do Trabalho, Social e das Organizações, Mestre em Economia Social e experiência profissional como coordenadora de voluntariado, gestora de projetos de desenvolvimento social e comunitário e adjunta executiva da direção, na área de intervenção social e humanitária. Atualmente é bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia e Doutoranda na Equipa de Investigação Desenvolvimento Positivo e Funcionamento Ótimo no contexto do Programa Doutoral em Psicologia Aplicada da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, onde desenvolve o projeto “Desenvolvimento Positivo de Jovens no Contexto das Alterações Climáticas: Insights da Experiência de Vida Diária”. É também membro da Ecopsi, um coletivo composto por profissionais de Psicologia, dedicado à promoção da saúde mental e bem-estar psicológico no contexto da crise climática. É autora de publicações e oradora em várias conferências nacionais e internacionais, entrevistas em jornais, rádio, podcast e programa de televisão com foco nos contributos da psicologia para a mitigação e adaptação às alterações climáticas.

Ana Loureiro

Ana Loureiro, Professora Doutora

Doutorada em Psicologia Social e Ambiental pelo ISCTE-IUL, docente na Universidade Lusófona, e investigadora no HEI-Lab e UNIDCOM. A sua investigação está focada na experiência humana de ambientes naturais e urbanos e nos determinantes sociopsicológicos do comportamento ambiental, tendo o seu trabalho publicado a nível nacional e internacional. Tem colaborado em projetos de intervenção na comunidade, usando diferentes metodologias de avaliação e envolvimento de stakeholders. Actualmente é membro da direcção da PSICAMB–Associación de Psicología Ambiental.

Pedro Oliveira

Pedro Oliveira, Doutor

Psicólogo Clínico (Universidade de Coimbra), Doutorado em Antropologia Social, encontra-se atualmente a terminar a formação em psicoterapia sistémica. Os seus interesses na área de interseção entre psicologia e clima prendem-se à construção de modelos integrativos para trabalho individual e intervenções de grupo, quer no processamento de emoções difíceis ligadas à crise climática, quer na delimitação de escolhas identitárias em torno da mesma. É autor do modelo de Eco-Integração, pensado como base de trabalho para profissionais de saúde mental e para a realização de sessões de grupo sobre saúde mental com ativistas (https://www.pccs-books.co.uk/products/holding-the-hope). É membro da Climate Psychology Alliance do Reino Unido e membro fundador da Ecopsi Portugal.

Dalila Antunes

Dalila Antunes, Mestre

Mestre em Psicologia Ambiental, Psicóloga com especialidades em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações e em Psicologia Comunitária. Com mais de 20 anos de experiência profissional em consultoria nas áreas social e ambiental; tem larga experiência na avaliação de impactes sociais. Tem ainda ampla experiência como colaboradora e dirigente de organizações não governamentais, nas áreas do ambiente, e das ciências sociais. É ainda membro de Comissões Técnicas de normalização nas áreas da resiliência das sociedades e das organizações, e da sustentabilidade das cidades.

Carla Malafaia

Carla Malafaia, Doutora

nvestigadora Principal no Centro de Investigação e Intervenção Educativas (CIIE) na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Coordenou e desenvolveu recentemente o projeto etnográfico português do Projeto ImagiDem - “Imagi(ni)ng Democracy: European youth becoming citizens by visual participation”, financiado pelo European Research Council. Atualmente, coordena a equipa da Universidade do Porto no Projeto JustFutures – “Futuros Climáticos e Transformações Justas: Narrativas e Imaginários Políticos dos Jovens” (FCT) –, assim como o WP1 do Projeto ClimActiC – “CidadaniaPeloClima: Criando Pontes entre Cidadania e Ciência para a Adaptação Climática” (Norte2020). Adicionalmente, é responsável pela avaliação externa do Projeto Jovens Urgentes (Fundação Calouste Gulbenkian). Publicou mais de 20 artigos em revistas como Social Movement Studies, Current Sociology, Journal of Social Science Education, YOUNG e Frontiers in Political Science. É co-autora de 2 livros, 1 e-book e autora de diversos capítulos de livros. É membro do Centre for Sociology of Democracy (Helsínquia, Finlândia).

Anabela Carvalho

Anabela Carvalho, Professora Doutora

Anabela Carvalho (PhD, University College London) é Professora Associada no Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho. A sua investigação centra-se nos domínios da comunicação e ambiente, comunicação e ciência, e comunicação e envolvimento politico, com particular incidência no tema das alterações climáticas. É autora e/ou organizadora de livros como As Alterações Climáticas, os Media e os Cidadãos (2011); Climate Change Politics: Communication and Public Engagement (com T.R. Peterson; 2012) Critical Approaches to Climate Change and Civic Action (com J. Doyle & C. Russill, 2021), entre outros, de cerca de uma dezena de números temáticos de revistas científicas, e de mais de uma centena de artigos científicos e capítulos de livros. Foi ‘Associate Editor’ da revista Environmental Communication (2010-2012), desempenhando actualmente a mesma função na revista Frontiers in Communication: Science and Environmental Communication, e faz parte dos Conselhos Editoriais de revistas científicas como Journal of Communication, Environmental Communication, Desenvolvimento e Meio Ambiente, entre várias outras. Anabela Carvalho é co-fundadora e ex-Presidente e Vice-Presidente da Secção de Comunicação de Ciência e Ambiente da European Communication Research and Education Association (ECREA) (2007-2014), bem como co-fundadora da International Environmental Communication Association (IECA) e ex-membro eleita do seu Board of Directors (2011-2015). Integra o Painel Científico da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas.

Miguel Arriaga

Miguel Arriaga, Professor Doutor

Licenciatura em Psicologia Clínica e do Aconselhamento; Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde; Doutorado em Psicologia. Chefe da Divisão de Literacia em Saúde e Bem-estar na Direção-Geral da Saúde (2018 ao momento). Docente na Faculdade de Ciências Medicas da Universidade da Beira Interior; Escola Superior de Desporto de Rio Maior e Universidade Católica Portuguesa; Responsável pela coordenação do Plano de Ação da DGS para a Literacia em Saúde 2019/2021 e 2023/2030. Membro das Task Force (TF) Portuguesa da DGS na resposta à COVID-19 e TF para as Ciências Comportamentais aplicada ao contexto da pandemia de COVID-19 Representante Nacional do Expert Group on the Economics of Public Health da Organization for Economic Co-operation and Development (OECD) (2016 ao momento). Coordenação da World Health Organization European Action Network on Health Literacy for Prevention and Control of NCDs. Focal point nacional da Behavioural and Cultural Insights Unit da World Health Organization - Europe. Representante da Saúde em vários Conselhos e Comissões nacionais. Complementarmente a estas atividades é também investigador com vários artigos publicados. Vencedor do Prémio Saúde Pública, do Ministério da Saúde, Dr. Francisco George 2018.

Susana Gouveia

Susana Gouveia, Mestre

Tem Licenciatura Psicologia (Coimbra); Pós-graduação em Gestão de Empresas - Marketing (Évora); Mestrado Gestão, especialização em Recursos Humanos (Évora). Psicóloga especialista em Psicologia do Trabalho, Social e das Organizações e em Psicologia Comunitária. Perita e Formadora em Psicotraumatologia.

Foi Supervisora da Equipa de Saúde Mental do Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS – Jesuit Refugee Service) e da equipa de voluntários do Serviço de Escuta da Companhia de Jesus.

Desde há cerca de dez anos, é Investigadora associada do Observatório do Trauma, pertencente ao Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

Docente em quatro Pós-Graduações relacionadas com intervenção psicossocial em crise, missões e ajuda humanitária: Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa; Instituto Português de Psicologia; Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas; e, Faculdade de Medicina e Ciências Biomédicas da Universidade do Algarve).

Colaborou: Cruz Vermelha Portuguesa (16 anos); Associação Médicos do Mundo Portugal (1 ano); European Anti Poverty Network – Portugal (14 meses).

Regressou à Cruz Vermelha Portuguesa em 13 de Dezembro 2021 e, até 16 de Setembro 2021 foi Coordenadora da Unidade de Acolhimento de Emergência instalada no Antigo Hospital Militar de Belém – que recebeu 132 cidadãos vindos do Afeganistão, em articulação com o Ministério da Defesa Nacional.

Atualmente, é psicóloga da Cruz Vermelha Portuguesa (Sede Nacional) e gestora do projeto internacional, co-financiado pela União Europeia (EU4Health), em articulação estreita com a Federação Internacional da Cruz Vermelha e o Psychosocial Center – envolvendo 24 Sociedades Nacionais da FICV e trabalhando para a disseminação massiva dos primeiros socorros psicológicos.

Calendarização e localização

Livestream / Online

Porto

25 de maio de 2024;

15 e 29 de junho de 2024;

13 de julho de 2024;

14 de setembro de 2024;

12 de outubro de 2024;

09 e 30 de novembro de 2024;

14 de dezembro de 2024;

25 de maio de 2024;

11 e 29 de junho de 2024;

13 de julho de 2024;

14 de setembro de 2024;

12 de outubro de 2024;

09 e 29 de novembro de 2024;

14 de dezembro de 2024;

 Plataforma Online

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

 

Instituto Português de Psicologia e Outras Ciências

Rua de Camões 219, 5º Piso

4000-145 Porto, Portugal

 

Número de Vagas: limitadas.

Duração: 110 horas (80 horas síncronas + 30 horas assíncronas)

Nota: datas sujeitas a eventuais alterações.

Horário: Sábados; 09h00 às 13h00 / 14h00 às 18h00

Investimento

Impulsione a sua carreira

Inscrição:

150.00 €

Propina:

1,250.00 € 937.50 €

Condições de pagamento da propina

Pronto pagamento-25% desconto

Normal
937.50 €

12 mensalidades-20% desconto

Normal
83.30 €

Pagamento por transferência para o IBAN: PT50 0033 0000 4541 1532 8050 5

Impulsione a sua carreira

Regulamento da Campanha "Impulsione a sua carreira"

a. Campanha Válida de 21 de Março a 21 de Abril de 2024. Beneficie de 25% de desconto imediato nas propinas de toda a Formação na opção pronto pagamento.
Desconto aplicável na condição de ser efetivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição.
Ou beneficie de 20% de desconto imediato nas propinas fracionadas (12 mensalidades).

b. O desconto aplica-se a todas as propinas de toda a oferta Formativa;

c. O Desconto não se aplica aos valores da taxa Inscrição;

d. O Desconto só é válido para novas inscrições. Considera-se nova inscrição, a que é submetida pela primeira vez durante o período definido para a campanha.

e. O desconto não pode ser trocado por dinheiro, nem acumulado com outros descontos, campanhas ou cursos identificados com preço especial.

f. O desconto é acumulável com a campanha "Traga os seus amigos" (5% por cada amigo).

g. Só haverá lugar à devolução dos valores investidos durante os períodos de 21/03/2024 a 21/04/2024, em caso de adiamento superior a 30 dias/cancelamento da Formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;

h. Vagas limitadas.

i. Código Promocional: carreira2024

Valores fora de campanha

Inscrição:

150.00 €

Propina:

1,250.00 €

Condições de pagamento da propina

Pronto pagamento-12% desconto

Normal
1,100.00 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (15% desconto)
1,062.50 €

12 mensalidades

Normal
104.20 €
(Ex) Alunos do INSPSIC (10% desconto)
93.80 €

Pagamento por transferência para o IBAN: PT50 0033 0000 4541 1532 8050 5

SWIFT/BIC: BCOMPTPL

(1) Pronto pagamento beneficia de 12% de desconto nas propinas das EAP. Desconto aplicável na condição de ser efetivada a liquidação total do investimento nos 5 dias úteis pós validação da inscrição.

(2) Alunos e ex-alunos do INSPSIC beneficiam de 15% desconto na propina (opção pronto pagamento) ou 10% de desconto na opção pagamento fraccionado em mensalidades.

(3) Estudantes externos e temporariamente inativos beneficiam de 12% na opção pronto pagamento e também na opção pagamento fracionado em mensalidades.

(4) TRAGA UM AMIGO / 5% desconto por cada amigo até ao limite do pagamento integral da formação. Opção acumulável com outros descontos em vigor. Os amigos não poderão ser mencionados repetidamente e terão de ser indicados antes do início da formação.

(5) INSCRIÇÕES PIONEIRAS: 18% desconto nas propinas se realizadas até 45 dias antes da data inicial da formação.

(6) Nenhum desconto ou campanha é acumulável entre si, exceto com a opção "TRAGA UM AMIGO".

(7) O Curso com “preço especial” é cumulativo apenas com a opção "TRAGA UM AMIGO".

Critérios de seleção

- Análise Curricular;

- Ordem de chegada das candidaturas (a candidatura só é válida após pagamento da inscrição);

- Entrevista (se necessário)

Observações

(1) A data limite poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
(2) Na eventualidade de não atingir o número mínimo de participantes, esta formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pelo Instituto Português de Psicologia;
(3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução da candidatura quando a mesma for comunicada até 10 dias úteis antes da data agendada para o arranque da formação.
(4) Em períodos de campanha, haverá lugar à devolução dos valores investidos unicamente em situação de adiamento superior a 30 dias ou cancelamento da formação em que se tenha inscrito motivado pelo não atingimento do número mínimo de inscrições necessárias ao seu início;
(5) No caso de optar pelo pagamento fracionado das propinas, o mesmo deverá ser efetuado até ao dia 10 de cada mês, após início da formação;
(6) No caso de optar pelo pagamento na totalidade, o mesmo terá de ser efetuado nos 5 dias úteis após validação da inscrição;
(7) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma cidade;
(8) Toda a informação contida em cada formação é válida, salvo anomalia técnica, informática ou erro gráfico.

Documentos obrigatórios

CV

Certificado de habilitações

Cartão de Cidadão (nos termos da Lei 32/2017)

Envio de comprovativo do pagamento da inscrição.

Inscrição

Subscreva a newsletter do INSPSIC: Construímos o Futuro Consigo.

Candidaturas e informações

Instituto Português de Psicologia | Escola de Formação Avançada
INSPSIC - Instituto Português de Psicologia, Lda
Departamento de Formação Pré e Pós-Universitária
Secretariado e Gabinete de Admissão de Alunos | Student Admissions Office
Rua de Camões Nº 219, 5º Piso
4000-145 Porto / Portugal
Tel./Fax. 220 934 050
Tlm. 91 019 60 02
E-mail:geral@inspsic.pt
URL:www.inspsic.pt

fechar

 

Nós ligamos

fechar

 

×