INSPSIC
slidesslidesslidesslides
 
Psicologia • Medicina • Direito • Serviço Social • Desporto • Enfermagem • Criminologia • Terapeutas • Educadores • Professores • Economia/Gestão
O Instituto Português de Psicologia é uma escola que privilegia como público-alvo os psicólogos mas, também, outros grupos profissionais para quem a Psicologia pode constituir-se como uma mais-valia no que respeita à sua valorização profissional e académica.

Protagonizamos um ensino estrategicamente orientado para o mercado de trabalho, articulando sempre as componentes prática e teórica, de forma a habilitar para a capacidade de decisão e solução de problemas na sua vida profissional.
fechar
 

Doutoramento em Comportamento Organizacional

Ensino Universitário - Doutoramentos

O Doutoramento em Comportamento Organizacional resulta de um protocolo assinado entre o Instituto Português de Psicologia e o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa (ISCSP/UTL).

 
Parceria INSPSIC / UTL

COORDENAÇÃO

 

Professor Catedrático Doutor Albino Lopes

Professor Doutor Miguel Pereira Lopes

 

INTRODUÇÃO

 

O Doutoramento em Comportamento Organizacional resulta de um protocolo assinado entre o Instituto Português de Psicologia e o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa (ISCSP/UTL). Esta última, prepara-se para integrar a maior universidade pública do país, resultado da equacionada agregação entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa. A fusão das duas universidades mais antigas de Lisboa dará “um exemplo” do que deve ser feito para aumentar a capacidade de competição internacional das instituições do ensino superior português, tendo por objectivo alcançar dimensão suficiente para entrar na lista das 100 melhores do mundo.

 

O importante protocolo supracitado torna, assim, possível ao Instituto Português de Psicologia disponibilizar Ensino Universitário acreditado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES). Honrando o reconhecimento depositado no Instituto Português de Psicologia, iremos desenvolver, em parceria com o ISCSP/UTL, cursos de Doutoramento, Pós-Graduação, Executive Masters e Mestrados nos domínios das Ciências Sociais e Políticas.

 

NÚMERO CLAUSUS

 

O número mínimo de alunos por especialização é de 5.

Quota de vagas para candidatos não titulares de grau académico

Estão reservadas três vagas por curso para estes candidatos. As vagas não preenchidas reverterão para o universo geral e vice-versa.

 

 

CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO DAS CANDIDATURAS

 

Para candidatos titulares de grau académico

1.º - Afinidade do grau já obtido com a área disciplinar do curso a que se candidata;

2.º - Média mais alta do grau académico obtido;

3.º - Análise Curricular.

 

Para candidatos não titulares de grau académico

 

São aplicados os critérios aprovados em Conselho Científico do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.

 

 

ÁREA CIENTÍFICA

 

Área Científica Sigla Critérios
    Obrigatórios Optativos
Metodologias MT 20  

Desenvolvimento Socioeconómico

DSE 10  

Sociologia

S 150  
  Total 180 0

 

 

PLANO CURRICULAR

 

Unidades Curriculares

Área

Científica

Tipo

Tempo de

trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Análise Quantitativa e Qualitativa Avançada e Métodos

MT S 250 S= 10  

Comparativos I

           

Temas Aprofundados de Teoria Organizacional I

S S 250 S=30 10  

Seminário I - Projecto de Investigação

S/DSE S 250 S=30 10  
        Sub-total 30  

 

 

1.º Ano | 2.º Semestre Curricular

 

Unidades Curriculares Área Científica Tipo

Tempo de

trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Análise Quantitativa e Qualitativa Avançada e Métodos Comparativos II

MT S 250 S=30 10  

Temas Aprofundados de Teoria Organizacional II

S S 250 S=30 10  

Seminário II - Projecto de Investigação

S/DSE S 250 S=30 10  
        Sub-total 30  

 

 

2.º Ano | 3.º Semestre Curricular

 

Unidades Curriculares Área Científica Tipo

Tempo de

trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Tese (T)

S S 750   30  

 

 

2.º Ano | 4.º Semestre Curricular

 

Unidade Curriculares Área Científica Tipo

Tempo de

Trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Tese (TP)

S S 750   30  

 

 

3.º Ano | 5.º Semestre Curricular

 

Unidades Curriculares Área Científica Tipo

Tempo de

Trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Tese (TP)

S S 750   30  

 

 

3.º Ano | 6.º Semestre Curricular

 

Unidades curriculares Área Científica Tipo

Tempo de

Trabalho

ECTS Obs.
      Total Cont.    

Tese (TP)

S S 750   30  

 

 

PROPINAS 2012/2012 (3º Ciclo)

 

Sob consulta. Informação brevemente disponível.

 

 

7. CUSTO DE INSCRIÇÃO DE PROPINAS

 

Sob consulta. Informação brevemente disponível.

 

Nota 1: O pagamento da propina é efetuado:

 

Pagamentos (opções):

 

- Numerário;

- Vale de Correio;

- Cheque à ordem de INSPSIC, de onde conste, no verso, o número de aluno, um contacto telefónico e as iniciais do curso que frequenta;

- Transferência (NIB: 0033 0000 454224139 74 05) - (o comprovativo de transferência deverá ser remetido via e-mail, Fax ou CTT).

 

Nota: Só serão consideradas inscrições acompanhadas do respectivo pagamento ou comprovativo do mesmo).

 

Observações: Os pagamentos poderão ser efectuados nas instalações do Instituto Português de Psicologia, durante o horário normal de funcionamento, e/ou junto do secretariado durante o dia das aulas (sábados).

 

Nota 2: O não cumprimento dos prazos acima indicados implica o pagamento de juros de mora à taxa legal em vigor, de acordo com o previsto no Despacho n.º 24315/2009, publicado no Diário da República, II Série, de 4 de Novembro.

 

 

CANDIDATURAS E AULAS

 

Fase de pré-candidatura. Datas brevemente disponíveis.

 

PROCESSO DE CANDIDATURA

 

Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de Doutor:

 

a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal;

b) Os titulares do grau de licenciado detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudo;

c) Os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

 

Do processo de candidatura deve constar, para além do formulário de Candidatura a Programa Doutoral, o respectivo Curriculum Vitae.

 

Caberá ao Conselho Científico apreciar, nos termos da lei, as candidaturas ao grau de Doutor.

 

A preparação da dissertação deverá ser orientada por um professor ou investigador da Universidade, embora professores e investigadores de outras instituições, bem como especialistas na área também possam orientar a preparação da dissertação, se forem reconhecidos como idóneos pelo Conselho Científico. É também a este órgão que compete decidir sobre as situações de co-orientação, bem como sobre os pedidos de mudança de orientador, desde que devidamente fundamentados.

 

 

ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

 

Ligações úteis: Como escrever e apresentar a sua tese ou dissertação:

 

Após a elaboração da dissertação, o Doutorando deve solicitar a realização das provas em requerimento dirigido ao Conselho Científico da Escola, acompanhado por:

 

a) Dois exemplares impressos da tese provisória;

b) Dois exemplares impressos do resumo da tese provisória, em português e inglês, acompanhado de 10 palavras-chave;

c) Dois exemplares impressos do curriculum vitae;

d) Oito exemplares em suporte digital, impressão em formato PDF, da tese provisória, contendo ainda o resumo da tese, em português e inglês, com 10 palavras-chave e o curriculum vitae;

e) Parecer do orientador.

 

Na capa da tese e na primeira página, deverá constar o nome da Universidade, da Unidade Orgânica, o título da tese, o nome do autor, a indicação expressa do orientador e co-orientador, se for caso disso, e a indicação de que se trata de uma tese especialmente elaborada para a obtenção do grau de doutor.

 

A tese é objecto de apreciação e eventual discussão pública por um júri nomeado pelo Reitor no prazo de 10 dias posteriores à recepção do processo na reitoria, mediante proposta do Conselho Científico da Unidade Orgânica onde foram requeridas as provas.

 

Na primeira reunião, que terá lugar no prazo de 30 dias após a respectiva nomeação do júri, este decide pela aceitação da tese ou poderá eventualmente recomendar a sua reformulação.

 

No caso de recomendação de reformulação, o candidato dispõe de 180 dias para proceder à referida reformulação, salvo de declarar não o pretender fazer.

 

Havendo lugar à reformulação, o candidato entregará então:

 

a) 1 exemplar impresso da tese reformulada, incluindo na capa e na primeira página o nome da Universidade e da Unidade Orgânica, o título da tese, o nome do autor, o nome do orientador e do co-orientador, quando exista, e a constituição do júri;

b) 1 exemplar impresso do resumo da tese, em português e em inglês, acompanhado das indicação de 10 palavras chave;

c) Oito exemplares em suporte digital, impressão em PDF, da tese reformulada, contendo ainda o resumo da tese, em português e em inglês, e o curriculum vitae, incluindo na capa e na primeira página o nome da Universidade e da Unidade Orgânica, o título da tese, o nome do autor, o nome do orientador e do co-orientador, quando exista, e a constituição do júri;

 

As provas de doutoramento devem ter lugar no prazo de 60 dias contados da admissão do candidato ou da entrega da reformulação, caso tenha sido o sugerido.

 

As provas iniciar-se-ão por uma exposição oral pelo candidato, que poderá ter a duração máxima de 30 minutos, sintetizando o conteúdo da dissertação, pondo em evidência os seus objectivos, os meios utilizados para realizar e as principais conclusões obtidas. Finda esta exposição, passar-se-á à discussão da dissertação, que não deverá exceder as duas horas e trinta minutos, e em que todos os elementos do júri deverão intervir.

 

O candidato disporá de tempo igual ao das intervenções do júri.

 

Finda a discussão da dissertação, caberá ao júri decidir a classificação final de acordo com o artigo 11º da deliberação nº 1487/2006 de 26 de Outubro, que a seguir se transcreve:

 

1. “Ao grau académico de doutor é atribuída pelo júri uma qualificação final, tendo em consideração as classificações obtidas, nas unidades curriculares do curso de doutoramento, quando exista, e o mérito da tese apreciado no acto público;

2. A qualificação final será expressa pelas fórmulas de Recusado, Aprovado com bom e Aprovado com muito bom;

3. À qualificação de Aprovado com muito bom por unanimidade, o júri pode ainda atribuir a qualificação de Muito Bom com distinção nos casos em que os trabalhos do candidato e a tese põe ele apresentada atinjam um nível de excepcional excelência.

4. O grau de doutor é titulado por uma carta doutoral.”

 

A tese só assumirá carácter definitivo, após a realização das provas, e quando for caso disso, após a confirmação pelo presidente do júri da introdução das alterações solicitadas.

 

Após a realização das provas, o candidato será notificado pela Reitoria para proceder então à entrega de 4 exemplares da tese definitiva, em suporte papel e 5 exemplares em suporte digital, impressão em formato PDF.

 

 

15. CANDIDATURAS E INSCRIÇÕES

 

Instituto Português de Psicologia | Escola de Formação Avançada

Departamento de Estudos Universitários

Secretariado e Gabinete de Admissão de Alunos | StudentAdmissions Office

R. Santos Pousada Nº 300, 7º Andar, Sala 717
4000-478 Porto
Tel./Fax. 220 934 050
Tlm. 91 019 60 02

 

E-mail: executivemasters@inspsic.pt

URL: www.inspsic.pt

 

 

 
Documentação necessária para validação da inscrição:
  • Ficha de inscrição disponível on-line;
  • Curriculum Vitae;
  • Certificado de habilitações (autenticado);
  • Fotocópia do BI/Cartão do Cidadão ou Passaporte;
  • NIF (Número de Identificação Fiscal);
  • Envio de comprovativo da taxa de candidatura;
 
Calendário Escolar
Início das aulas - 06 de Setembro de 2014

Férias de Natal: 21 de Dezembro de 2014 a 02 de Janeiro de 2015

Ferias da Páscoa - 30 de Março de 2015 a 10 de Abril de 2015

Término das aulas - 25 de Julho de 2015
Portugueses são dos que compram mais antidepressivos
Portugueses são dos que compram mais antidepressivos

 

 

 

Mais de 200 Congressistas no 1º Congresso Internacional de Neuropsicologia e Neurociências do Instituto Português de Psicologia
Bastonário da Ordem dos Psicólogos, Prof. Doutor Telmo Baptista no Instituto Português de Psicologia
 
Cartão INSPSIC Duo
 
 
Mensagem da Directora Científica 

"O INSPSIC pretende-se uma instituição de referência no ensino pós- graduado, actividade clínica e investigação."

 
Parcerias
ISCSP/ UTL ISCSP/ UTL
SPNP SPNP
SPP SPP
ANEP ANEP
Breathworks Breathworks
APC APC
 
 
 
Notícias
 
Instituto Português de Psicologia na imprensa
 

 
Galeria multimédia
 
Instituto Português de Psicologia e Empowering Minds são marcas registadas do Grupo INSPSIC
 
 
Arrisco - Publicidade e Design, Lda